Resenha #49: Condão

Nome: Condão
Autor: Giordano Mochel Neto
Páginas: 396
Editora: Talentos da Literatura Brasileira - Novo Século





Antes de começar a resenha, eu quero dizer que eu estou apaixonada pelo modo como Condão chegou aqui em casa. Eu achei que viria somente o livro para resenha (e o livro do sorteio, com os marcadores, ISSO É MAIS PRA FRENTE), só que não, o livro para a resenha, veio em uma caixinha com vários cards com os desenhos dos personagens, que particularmente são desenhos lindos, muito bem feitos e que ajudaram muito. Veio em um mimo só, já me ganhando por ai! Mas agora a resenha...


Em um Brasil futurista, com robôs e homens trabalhando juntos por uma sociedade igualitária, vive Edwardo um jovem e talentoso programador que presencia drones de segurança matando dois jovens inocentes. Tomado por um medo de ser descoberto, e também ser morto, Ed foge com seu melhor amigo Jânio, um professor de história fascinado por antiguidades, e sua namorada Sílvia, uma biogeneticista que também corre perigo. Na fuga eles encontram rebeldes que sabem a verdadeira história do Condão, o orgão que funciona como a justiça em um país livre de corrupção, uma história cheia de mortes, genocídio e tragédia. Sentido-se, enganados por toda vida, os três amigos decidem se juntar aos rebeldes, e viajar por todo o brasil, para descobrir qual o próximo passo que provavelmente destruiria o mundo.

Eu concordo completamento com o sonho do autor, de haver uma sociedade igualitária, sem fome, miséria, pobreza e corrupção, com uma educação de qualidade para todos. Eu realmente espero que possamos chegar lá algum dia. Mas enquanto ainda estamos bem longe de tal sonho, Giordano nos mostra como seria o Brasil assim, mas com uma inteligência robótica "no comando".

O livro é muito bem escrito, talvez com alguns parágrafos meio grandinhos (mas para quem leu Game of Thrones, ta de boa), e o autor nos conta toda a história, sem deixar nada escapar. Confesso que o começo é meio parado, mas depois o livro toma proporções gigantescas que te faz não querer larga-lo enquanto não acabar. Pra quem gosta de distopia ou ficção científica, pode apostar com tudo nesse livro.

Definitivamente, o que eu mais gostei foram as personagens femininas, elas são fortes, inteligentes e não se escondem atrás de homem nenhum, tornando-se, muitas vezes as protagonistas da história, com papéis importantíssimos na trama.

Com toda certeza do mundo, Condão se tornou um dos meus favoritos. E eu gostaria de agradecer ao autor, Giordano, por nos proporcionar tal experiência.


" Todo sonho tem esperança."






Nenhum comentário :

Postar um comentário