Final de Semana em Curitiba- Vlog em Texto.


Olá pessoal,
aqui é a Milly e hoje eu vim contar um pouquinho sobre a experiência incrível de ir até Curitiba conhecer a escritora e cineasta Luiza Trigo.
Foi um longo caminho até eu ter certeza  que iria para Curitiba, pra quem ainda não sabe eu estou no 8º Ano do Ensino Fundamental II e com isso tenho que me dedicar a escola e tal, com as notas um tanto abaixo da média minha mãe fez rédia curta pra deixar eu vir, desativei whastapp, larguei o celular e mal atualizei o blog, me dediquei ao máximo e tive algumas notinhas melhores, mas o problema veio aí, com a compra da nossa casa o dinheiro estava curto e gastar com viagem não era prioridade, foi então que minha madrinha entrou em ação e disse pra mãe que pagaria ida e volta, no começo minha mãezinha linda negou dizendo que nós deveríamos fazer as coisas conforme o nosso bolso mas a madrinha insistiu e a mami deixou, uma semana e meia depois era hora de embarcar, mala pronta, livros preparados e coração ansioso, como tenho família por lá fiquei na casa da avó postiça, linda e maravilhosa, embarquei às 16:30 e cheguei lá por volta das 21:00.
No dia seguinte acordei 06:10 da manhã por puro costume e fiquei mexendo no celular e lendo uns blog's até as 09:00, higiene, café, banho, maquiagem, almoço, roupa e quando vi já era 14:00, a moça que ficou de me levar até o shopping chegou e assim seguimos para o shopping Curitiba, super tranquilo sem pegar nem um pouquinho de trânsito nós chegamos 14:20, comprei o presente da Luly e fui direto pra livraria, peguei logo uma das três cadeiras pra primeira fila e fiquei esperando a sessão começar, pontualmente as 16:00 ela chegou e super simpática começou um bate-papo muito legal contando um pouquinho sobre ela, logo em seguida abriu para perguntas, ela e a blogueira Melina Souza responderam todas muito bem e foi cerca de 45 minutos conversando, foi um papo bem legal, como se estivéssemos todas entre amigas mesmo.
A sessão de autógrafos começou e como disse fui a terceira a abraçar a Luly, ela foi uma fofa, e como eu sou muito chata e marquei ela em todas as fotos relacionadas a essa aventura de final de semana ela já me conhecia por foto, super simpática nós conversamos, entreguei o presente, abracei, abracei, abracei, e daí ela autografou os dois livros, fotos e eu já disse que abracei ela? Hahaha, sério pessoas, eu acho que dei mais de 500 abraços nela naquele dia, e ficaria ali o resto do dia todinho se pudesse, logo voltei pro meu lugar e fiquei apenas olhando, como a Mel estava tão disputada quanto a Luly, na sessão, eu acabei tirando algumas fotos pra ela ( aaaaah eu pirei na câmera dela), abracei a Mel, tirei foto e ficamos todas conversando, conheci blogueiras, tirei foto, conversei, troquei endereço de blog, vish maria, acho que nunca tinha visto tanta gente simpática em um lugar só, nessa maravilha toda eu acabei conhecendo e conversando por algum tempo com a mãe da Melina, Dona Zezinha, gente sem brincadeira nenhuma ela é simplesmente incrível, foi super querida e eu amei conhecer as três. <3 <3 <3
Quando deus umas 18:00 mais ou menos eu liguei pra vó ir me buscar e continuei conversando e papo vem papo vai eu fui uma das últimas a sair, quando saí da livraria lembrei que tinha que comprar um presentinho pra minha amiga que está de aniversário esta semana e fui no quiosque da imaginarium de novo, poucos minutos depois vi a Luly saindo da livraria, resumindo eu definitivamente fui embora quase junto com elas, escolhi o presente e a vó logo me encontrou, no caminho até o carro fui contando como tinha sido e como estava tudo muito bom pra ser verdade nosso pneu furou, era por volta das 18:30 quando o primeiro moço parou pra ajudar a gente a trocar, ainda dentro do shopping mas os parafusos não encaixavam no estepe, chamamos o seguro, mas nos tocamos assim que pedimos um reboque que ele não entraria no estacionamento subterrâneo do shopping, ligamos logo em seguida pra lá novamente e solicitamos um reboque-garagem pra tirar a gente do estacionamento e levar até o reboque, aí você me pergunta por que nós não fomos empurrando, simplesmente por que a saída desse estacionamento é inteira em caracol, impossível de empurrar, voltando a história, o reboque chegou em menos de 40 minutos porem o reboque-garagem demorou, demorou, demorou e bem no fim ele chegou lá as 22:20 resumindo foram TRÊS HORAS esperando pelo seguro, mas enfim nós chegamos em casa e em poucos minutos eu  já estava no banho e dormindo....
Sonhei com aquele dia umas 300 vezes no mesmo dia, lembro das cenas se repetindo nos meus sonhos trilhões de vezes e fico simplesmente encantada. Foi um sonho realizado, o sonho de conhecer a Luly e de brinde conhecer a Mel e a Dona Zezinha, esforço gera merecimento e pra muitos que dizem "Nossa, que sorte, você conheceu a Mel" "Nossa, que sorte você abraçou a Luly" Sorte? Sorte é rico ganhar na loteria, eu me esforço pra realizar todos os meus sonhos, e já ter realizado tantos mostra que realmente o esforço gera merecimento, poucos tem a "sorte" de simplesmente conhecer....
E aqui vão fotos desse dia maravilhoso:








Nenhum comentário :

Postar um comentário